Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Últimas Notícias > Solenidade celebra os 100 anos da Fundação Osório
Início do conteúdo da página

Solenidade celebra os 100 anos da Fundação Osório

Publicado: Quarta, 02 de Junho de 2021, 09h29 | Última atualização em Quarta, 02 de Junho de 2021, 09h31

Rio de Janeiro (RJ) - A Fundação Osório, importante instituição de ensino vinculada ao Comando do Exército por delegação do Ministério da Defesa, completou, no dia 1º de junho, 100 anos de existência. Para marcar a data, foram realizados dois eventos comemorativos, com as devidas restrições.

No dia 31 de maio, houve o lacre da cápsula do tempo e cultos religiosos. Já no dia 1º de junho, por meio de uma solenidade cívico-militar, foi realizado o içamento do pavilhão nacional, o lançamento do selo comemorativo ao centenário, a inauguração da placa comemorativa, além da entrega da Medalha Centenário Fundação Osório. Na oportunidade, entre os sessenta e dois agraciados com a condecoração, estavam o antigo Comandante do Exército, General de Exército Enzo Martins Peri, o Comandante Militar do Leste (CML), General de Exército José Eduardo Pereira, o Chefe do Departamento de Educação e Cultura do Exército (DECEx), General de Exército André Luis Novaes Miranda, e demais autoridades.

“Os 100 anos dessa instituição representam uma história de superação, de desprendimento, de muito trabalho, de uma equipe de professores, funcionários, amigos, parceiros que têm ao longo desses anos se dedicado à causa nobre de formar, educar e até profissionalizar os nossos alunos e todos aqueles que por aqui passaram. A cápsula do tempo é fruto de uma ideia de um de nossos professores. É resultado do grande orgulho que todos nós temos do trabalho que executamos. Esse trabalho tem crescido muito, tem mostrado resultados surpreendentes que precisavam ser mostrados e guardados. Nós esperamos que em 2071, algumas pessoas, possam voltar-se a todo esse material que nós ali deixamos. São textos, filmes, registros, depoimentos e utensílios que marcam o trabalho de toda a nossa equipe. Além disso, entregamos a todos aqueles amigos, parceiros e instituições que têm nos ajudado muito, especialmente o Exército Brasileiro, uma comenda inédita criada para essa oportunidade: a medalha Fundação Osório”, explicou o presidente da Fundação Osório, Coronel Luiz Sérgio Melucci Salgueiro.

Localizada no bairro Rio Comprido, no Rio de Janeiro, a escola atende a mais de 900 alunos, instruindo e educando desde os primeiros anos escolares até o Ensino Médio e Profissionalizante. Sua característica é assistencial e tem sua razão de ser nos filhos e filhas de militares, órfãos e não órfãos, que necessitam de assistência.

A Fundação Osório

As primeiras ideias sobre a criação da Fundação Osório remontam ao ano de 1907, quando três oficiais encarregados dos festejos do centenário de nascimento do Marechal Osório apresentaram, também, a necessidade de se criar um orfanato com vistas à educação das filhas órfãs de militares de mar e de terra falecidos na Guerra do Paraguai, à semelhança do que já se fizera em relação aos meninos, para os quais fora criado o Imperial Colégio Militar do Rio de Janeiro (CMRJ), em 1889. Eram eles o Tenente-Coronel Jônatas de Mello Barreto, o Tenente-Coronel Antônio José Dias de Oliveira e o Capitão José Feliciano Lobo Viana. Buscaram o apoio do Marechal Mallet, filho do Patrono da Artilharia, e do Ministro da Guerra da época, o Marechal Hermes da Fonseca. A ideia gerou grande entusiasmo.

Criou-se uma Associação e buscou-se angariar recursos para a concretização do novo sonho. Pouco a pouco o grupo perdeu impulsão, culminando com a dissolução daquela Associação.

As ações ficaram estagnadas, mas não os ideais.

Em 1921, finalmente, foi sancionado Decreto Legislativo autorizando o Poder Executivo a criar o orfanato pretendido, o que ocorreu pelo Decreto 14.856, de 01 de junho, data de nosso aniversário.

O fato do orfanato ter sido colocado subordinado ao Patronato de Menores, entidade de assistência e previdência privada, gerou descontentamento, até que, em Decreto de 27 de fevereiro de 1924, surgiu a sonhada autonomia de nossa instituição, já com o nome de Fundação Osório. Suas obras foram concluídas em 1926, dando-se a inauguração em 24 de maio do mesmo ano, com a presença de representante do Presidente da República e outras autoridades.

A partir de 1993, a Fundação, que era exclusivamente destinada a meninas, passou a admitir, também, alunos do sexo masculino.

A Lei n° 9026, de 10 de abril de 1995, vinculou-a ao Exército, por intermédio do qual tem consignados no orçamento da União os recursos para seu custeio e sua manutenção.

Texto: 1º Tenente Hosana e 2º Tenente Ferrentini / Fotos: Soldado Nóbrega

registrado em:
Fim do conteúdo da página